-

as fases de um coração partido


Minha primeira (e óbvia) reação é colocar toda a culpa em mim. O que eu fiz de errado? Como é que estraguei aquilo que parecia ser tão promissor?  Os próximos dias são perdidos em um vórtex de lágrimas, sorvete e mensagens de áudio pontuadas por soluços para todas as minhas amigas.

Quando meu corpo já está em um estado simbiótico avançado com o meu colchão, um estalo de lucidez passa pela minha cabeça: o que diabos estou fazendo? Eu não tive culpa nenhuma. Ele nunca esteve tão interessado assim e isso diz muito mais sobre ele do que sobre mim.
É nesse momento que me levanto, coloco aquele salto alto que ele nunca gostou e vou encarar a vida. Nas primeiras horas ainda é dolorido. Toda música me lembra um momento nosso. Todo cara de cabelo preto que passa de relance faz o meu coração diminuir.

Como é que pude achar que já estava pronta para outra? Vou pra casa, segurando lágrimas no banco de trás de um táxi, enquanto tento resistir à tentação de enviar uma mensagem com a única pergunta que ocupa a minha mente: Por quê?

Eu começo a relembrar de nossos momentos com uma agradável nostalgia. Como você sempre me fazia rir, a maneira que segurava a minha mão enquanto falava ao telefone, o cheiro de seu perfume nas minhas roupas e as nossas piadas internas que não tinham graça para ninguém (nem para nós mesmos). Me apego no que foi bom e oblitero cada um dos seus erros.

Segundos depois, estou ouvindo música alta e dançante que descreve o quanto eu não preciso de você e de ninguém para ser feliz. Eu sou uma mulher independente, coisa e tal. I'm a survivor, keep on surviving! Vou para bares, beijo outras bocas, choro no banheiro, tomo outra dose e recomeço o processo que é te arrancar de mim. Eu vou conseguir. I could have another you in a minute, matter of fact, he will be here in a minute.

No outro dia, conforme eu navego pelos efeitos da ressaca física e emocional, percebo que tudo o que me disseram sobre corações partidos é mentira. Não se destrincha uma dor em fases. Ela vem como ondas: existem dias de calmaria e momentos de tormenta. Fases em que eu acho que nunca mais vou precisar dele e delírios embriagados que me fazem querer socar objetos inanimados.

Mas dentre todos esse momentos, sabe qual é a única verdade? Que eu sei que um dia vai doer menos. Um dia eu me importarei menos. E no momento que isso finalmente ocorrer, sei que estarei pronta. Pronta para amar outra pessoa? Talvez. Mas definitivamente pronta para reconhecer que meu amor verdadeiro sempre esteve ao meu lado, afinal de contas, o meu maior amor sou eu.
Mia Fernandes

a minha bucket list


“To live is the rarest thing in the world. Most people exist, that is all.” 
Oscar Wilde

Creio que todos nós, mesmo inconscientemente, temos a nossa bucket list - coisas que gostaríamos de fazer before you kick the bucket (ou em tradução livre, antes de morrer).

Sei que o assunto pode parecer muito mórbido e muita gente procura não delimitar suas realizações na vida à uma lista de afazeres. Porém, hoje resolvi sentar e escrever ao menos 100 coisas que gostaria de fazer durante minha vida. São coisas pequenas, grandes, possíveis, impossíveis, sonhos, delírios e em suma, é um manifesto da maneira que quero viver minha vida.

Resolvi compartilhar minha bucket list com vocês, da mesma forma que espero poder dividir as realizações que estão escritas nela.

Recomendo esse pequeno exercício para todos aqueles que estão sentindo-se sem um rumo na vida. É interessante visualizar e ponderar o que queremos fazer com nossos dias.

1. Atingir as notas finais de Defying Gravity sem desafinar.
2. Organizar um casamento.
3. Assistir todas minhas bandas/cantores favoritos ao vivo.
4. Ter um filho.
5. Assistir um musical na Broadway.
6. Escrever um livro do qual eu tenha orgulho.
7. Viver da minha escrita.
8. Falar alemão e francês fluentemente.
9. Criar um projeto para ajudar crianças e adolescentes em trabalhos criativos.
10. Correr na São Silvestre.
11. Fazer uma tatuagem.
12. Praticar Roller Derby.
13. Ser faixa preta em alguma arte marcial.
14. Ter um gato.
15. Abraçar um bicho preguiça.
Mia Fernandes

como divulgar um blog


Você já criou um blog, encontrou seu nicho, faz novos posts com frequência e consistência e agora só restou uma dúvida: como é que posso divulgar meu blog para o maior número de pessoas?
Eu sei que a ansiedade e a vontade de ter seu trabalho reconhecido é imensa, mas você não pode se esquecer que isso é uma jornada. Quase ninguém consegue o tão sonhado sucesso do dia para a noite.

Mas se você está disposta a trabalhar (duro), existem algumas formas bacanas de fazer com que tudo o que se cria na internet, tenha um destaque maior. Vem que eu te ensino:

01. Invista em técnicas básicas de SEO
Para quem ainda não está familiarizada com a sigla, SEO (Search Engine Optimization) significa a otimização do seu site para os mecanismos de busca. Ou seja: quanto mais SEO-friendly for o seu blog, melhor ele estará posicionado na pesquisa do Google e o retorno em visitas será muito melhor.

Tudo o que você precisa fazer é levar alguns itens em consideração na hora de criar seu post.
Para entender o básico de SEO, recomendo esse post maravilhoso da Sernaiotto.
Depois que você terminar essa leitura, eu criei um checklist pra simplificar a sua vida. Olha só:

02. Use as redes sociais
Eu sempre penso em minhas redes sociais como o meu principal meio de divulgação. As pessoas que me seguem, já estão interessadas no meu conteúdo, portanto, é óbvio que é por lá que eu sempre anuncio as novidades relacionadas ao blog.
O segredo aqui é se atentar aos horários de pico de cada uma das redes sociais para poder divulgar um post novo. O Scup divulgou uma pesquisa com o horário nobre de cada uma delas e você pode conferir na íntegra, aqui.

03. Comunidades do Facebook e Google+
Esse item se encaixa em redes sociais, mas é uma ferramenta tão boa, que resolvi falar separadamente: as comunidades de divulgação. Tanto o Facebook quanto o G+ estão cheios de ótimas comunidades que tem o intuito de divulgar novos blogs e interagir.
Preparei uma listinha com minhas favoritas pra vocês:
Eu amo meu blog (Facebook)
Blogueiras Ever (Facebook)
Blogueiras Divulgam (Facebook)
Blogueiras de Moda (G+)
Blogueiras Unidas (G+)
Clube dos Blogueiros (G+)

04. A importância do relacionamento
Eu sei que a vida é corrida, mas tente tirar ao menos um dia da semana para responder aos seus comentários, inbox recebidas no Facebook e qualquer outro tipo de interação de leitores. Isso te ajuda a criar um ótimo relacionamento com eles e é certeza que eles sempre vão voltar atrás de novo conteúdo (e eu nem preciso dizer que a métrica de visitantes que retornam é bem importante, né?).

Também tente manter um relacionamento bacana com outras blogueiras: as siga nas redes sociais, interaja e deixe comentário em seus blogs. Isso nos ajuda a construir uma comunidade ainda mais forte e cheia de apoio!

05. Divulgando Blogueiras
Pensando exclusivamente nas blogueiras que ainda estão começando e precisam divulgar seu conteúdo, criei uma nova comunidade no Facebook: a Divulgando Blogueiras. Por lá, você pode deixar seu link para todo o post novo (assim como nas outras comunidades). O nosso diferencial é o seguinte: semanalmente, eu escolherei os melhores posts e vou divulgá-los através do Conversas Imaginárias e de minhas redes sociais.
Tá interessada? Então, pode entrar lá que será muito bem vinda! <3

Agora eu quero saber: quais são suas dicas para divulgar um blog? Me conte tudo nos comentários!
Mia Fernandes

inspiração: contas do instagram para quem gosta de livros


Você gosta de ler? Então, é bem provável que você também aprecie a arte transcendental que é ficar babando na biblioteca alheia. Graças ao Instagram, esse pequeno prazer se tornou muito mais acessível e divertido!
Existem muitas contas, todas comandadas por fotógrafos cheios de talento, cujo único intuito é compartilhar imagens incríveis de suas coleções!
Se você (ainda) não tem o prazer de seguir nenhuma dessas contas, eu estou aqui para mostrar minhas favoritas! Olha só quantos livros bonitos e coloridos:







Uma foto publicada por @sapphire.reads em

Agora eu quero saber: qual conta vocês mais gostaram? Me contem tudo nos comentários!

Arte: Vampire Zombie
Mia Fernandes