-

música: playlist das cancerianas

AllNaturalElements
Olá, meninas!

Há certo tempo, resolvi que começaria a criar playlists inspiradas nos doze signos do zodíaco. Não me considero muito supersticiosa, entretanto, é bem divertido ler as características do nosso signo e encontrar as similaridades, não é?

Para abrir esta série, escolhi um signo que tal como o meu, também pertence ao elemento Água: Câncer. Nem preciso dizer que tenho várias amigas cancerianas e que sempre vi muitas semelhanças em nossas personalidades.

Se você não conhece tão bem o signo, olha só a descrição:
Cancerianos são pessoas sensíveis, românticas, carinhosas. Sempre prontos para ajudar, gostam de cuidar e proteger. É o signo da família, que é sempre importante na vida de um canceriano, seja sua família de origem ou a família que ele construiu. Também é o signo da casa, que precisa ser confortável, agradável, aconchegante. Fonte
Inspirada por todo esse clima romântico e família das cancerianas, selecionei 20 músicas somente para elas. Vem ouvir:


E aí, curtiram? Se você não é canceriana, compartilhe essa playlist com sua amiga de Câncer e deixem seu feedback! =)
Mia Fernandes

as celebridades que você precisa seguir no instagram


Olá, meninas!

Quem é que às vezes não perde horas e mais horas no Instagram, desejando ter a vida cheia de luxos dos ricos e famosos? Hoje fiz uma lista de algumas celebs maravilhosas que vão alegrar o seu feed.

Então, vem dar follow nessas lindas:

01. Mindy Kaling
De descendência indiana e com um corpo fora do padrão para estrelas de televisão, a Mindy Kaling é uma escritora e comediante maravilhosa que você precisa seguir djá! Além de escrever, produzir e estrelar em seu próprio seriado (The Mindy Project, recentemente "salvo" do cancelamento pelo Hulu), ela está sempre dividindo conosco os seus looks maravilhosos no Instagram.


02. Dianna Agron
A antagonista da série Glee, também é outra que vale a pena seguir por ser uma referência em moda. Ela também divide um pouco da sua paixão por fotografia e do seu dia a dia em Londres (onde ela está atuando em uma peça baseada na história do estilista Steve McQueen).
Uma foto publicada por Dianna Agron (@diannaagron) em

03. Drew Barrymore
Se você está cansada de gente com vidas glamourosas no seu Instagram, talvez seja uma boa dar uma chance para a Drew Barrymore. É óbvio que ela é a estrela mais famosa dessa lista, mas suas fotos descontraídas nos fazem sentir um pouco mais perto da vida da atriz.
Uma foto publicada por Drew Barrymore (@drewbarrymore) em

04. Lea Michele
Não podia deixar de colocar a futura "Scream Queen" nessa lista, né? Quem acompanha a história da Lea, sabe que ela perdeu um namorado para as drogas em 2013 (o também ator Cory Monteith) e desde então está sempre compartilhando mensagens positivas, cheias de esperança e também um pouco das atividades saudáveis que pratica.
Uma foto publicada por Lea Michele (@msleamichele) em

05. Anna Kendrick
Para finalizar a lista, vou deixar aqui a dica de uma celebridade bem humorada e que é tão engraçada na vida virtual quanto é nas telas. Quem é que não ama a Anna Kendrick?
Uma foto publicada por Anna Kendrick (@annakendrick47) em

Agora eu quero saber: quem são as celebridades que você segue no Instagram? Compartilhe comigo nos comentários!
Mia Fernandes

é sempre mais escuro antes do amanhecer


Escolher qual será o meu próximo passo é uma tarefa que consegue drenar minhas energias. Eu fico sempre presa nas vírgulas, nos hipotéticos “E se...” e em uma esperança que é tão cega que se torna teimosia.

Em retrospecto, não consigo me lembrar de uma situação em que eu tenha voluntariamente renunciado algo ou alguém. Gosto de fantasiar que sou uma mulher bem resolvida, que sabe bem o que deseja e que não tem medo de dar a cara à tapa.
O que eu nunca havia entendido, é que posso ser tudo isso e também saber quando é hora de dizer adeus ao que não me faz bem.


Resolvi que escreveria esse texto para expor a minha maior fraqueza: essa dificuldade inumana de compreender quando tudo deve terminar. Essa persistência sem sentido que me é natural, constantemente me impede de tomar a iniciativa em dizer adeus.
Dizer adeus não é desistir. Dizer adeus não é abrir mão de algo pelo qual batalhou tanto. Dizer adeus não é sinal de que tudo deu errado.

Saber a hora de partir, é transbordar tanto com amor próprio que já não sobra tempo ou espaço para continuar andando em um beco sem saída.



Então, eu fiz um pequeno desvio na rota. Voltei para aquela grande avenida onde residem minha identidade, meus sonhos e projetos. Quero andar um tempinho por ela, explorar melhor cada canto desconhecido e doar os meus próximos passos para tudo que me transforme em alguém melhor.
Pode ser que um dia eu me depare com o beco sem saída novamente e encontre uma portinhola para o outro lado. Pode ser que meu destino esteja em alguma outra rua por aí.

Somente assim, me permito novamente pensar nas vírgulas, nas hipóteses e ter uma esperança que já não é mais cega: é viva e cheia de possibilidades boas. E tudo isso só aconteceu quando aprendi a dizer adeus.

PS: Esse texto foi um pequeno desabafo sobre a minha semana que está sendo cheia de despedidas. Minha cabeça está a mil, mas garanto que também está repleta de coisas boas e projetos maravilhosos para o blog - só para esclarecer que eu nunca diria adeus para esse sonho.
Mia Fernandes

as blogueiras: paula midori


Olá, meninas!

Hoje a entrevistada da série "As Blogueiras" é uma mocinha muito talentosa, chamada Paula Midori Cipriano. Conheci o blog dela recentemente e fiquei apaixonada pelas fotos lindas que ela postava.

Chamei ela para um bate papo em que falamos sobre como foi a experiência de morar do outro lado do mundo, a volta para o Brasil e os planos de carreira dela. Olha só como foi bacana:

1. Midori, como foi morar no Japão? Como você acha que essa experiência alterou a visão que você tem do mundo?

Foi uma experiência incrível e acrescentou muito na minha vida. Como foi uma viagem totalmente inesperada, eu não fiquei nada animada com a ideia no começo, e só me dei conta do quão enriquecedor pode ser morar em outro país e conhecer outra cultura, quando voltei.
Ter morado lá me fez abrir a cabeça para outros horizontes e perceber que o mundo é muito grande e tem muito a oferecer. Que a gente não pode se limitar. Esse foi o gatilho para a minha "fome" de mundo, sabe? Eu estava tão focada nas coisas aqui do Brasil, que acabei não aproveitando o tempo lá tanto quanto poderia/deveria. Mas conhecer pessoas novas e maravilhosas e visitar lugares diferentes, com certeza foi a bagagem mais linda que eu trouxe.

2. Como foi voltar para o Brasil? Foi complicado se acostumar novamente com a vida aqui?

Eu morei durante só dois anos e meio no Japão, e já faz um pouco mais de 5 anos que eu voltei, mas ainda tem coisas que me matam de saudade. Poder ir para lá e para cá de trem sem medo de me perder, por exemplo, andar de bicicleta, a discrição e educação das pessoas, a segurança. Fora outros costumes de lá que acabam vindo com a gente como falar algumas palavras em japonês e jogar o papel higiênico no vaso sanitário rsrsrs (lá todo papel higiênico se joga no vaso mesmo).
Agora, falando sobre sentimentos, eu também morro de saudade dos amigos que eu fiz lá! Tenho contato com alguns até hoje e amo o fato de eles terem feito parte de um período tão marcante na minha vida.



3. Se você não trabalhasse na área contábil, existe alguma outra carreira que gostaria de seguir?

Sim! Eu amo fotografia e gostaria muito de seguir esse caminho. Hoje em dia eu fotografo por hobby e às vezes surgem alguns trabalhos. Eu não tenho tido muito tempo livre para praticar, mas quero muito que a fotografia se torne, num futuro próximo, a minha principal fonte de renda. Já estou trabalhando para isso e espero conseguir me aperfeiçoar cada vez mais.

4. Você se vê "blogando" daqui 5 anos? Se sim, sobre quais assuntos essa "Midori do futuro" falaria?

Com certeza. Quero continuar compartilhando sobre lugares legais que eu for conhecendo, viagens e claro, fotografia. Também quero deixar o blog mais pessoal. Acho demais poder falar sobre coisas que eu gosto, e ver outras pessoas se identificando e interagindo comigo.

5. Para encerrar, qual foi sua maior conquista até hoje? Conte para nós qual foi aquele momento da sua vida que te enche de orgulho!

Que pergunta difícil! Não consigo pensar em um momento ou situação específica, o que me deixa orgulhosa é fazer alguma coisa e ser reconhecida. São pequenas coisas que me deixam feliz e me orgulham. Hoje eu tenho mil e um planos e acho que as minhas grandes conquistas ainda estão por vir.




Fotografia
Nenhuma surpresa, mas não poderia deixar de citar. Sou capaz de ficar horas visitando flickrs e instagrams de fotógrafos amadores e profissionais. Gosto de me inspirar e aprender.

Viajar
Com certeza eu viajo bem menos do que eu go$taria, mas acho uma delícia essa coisa de não ter rotina, de conhecer um lugar novo todo dia, ou ficar sem fazer nada mesmo.

Minha vó
Eu acho minha vó uma pessoa invcrível e de um coração enorme! Tá sempre sorrindo, adora sair, passear (tem muito mais pique que eu), ver a família junta e faz de tudo pra agradar todo mundo. Ah e, da comida nem se fala né!

Encontre a Midori:
Mia Fernandes