-

05 seriados de comédia para rir muito

Tá bom, tá bom. Eu já entendi que você assiste The Big Bang Theory, Modern Family, Two and a Half Men, não perde uma reprise de Friends e só pra ser um pouco mais alternativo, acha New Girl engraçadinha. Provavelmente, você não precisa de uma nova comédia em sua watchlist. Mas se você, tal como eu, está amargando o iminente fim de How I Met Your Mother, sente saudades de Seinfield e acha que 30 Rock nunca deveria ter sido cancelada, este post é pra você!

Se você gosta de comédias incrivelmente inteligentes, bem escritas e que irão te arrancar uma risada até mesmo no dia mais triste, deixo aqui cinco dicas que vocês precisam conferir.

01. Brooklyn Nine Nine

Brooklyn Nine Nine ganhou atenção logo em sua estreia, por contar com a presença de Andy Samberg, lenda do Saturday Night Live, em seu elenco. Entretanto, com o passar dos episódios, ficou claro que aquele não era um seriado somente de Samberg. Os outros personagens, interpretados por muitos atores que até então eram desconhecidos do grande público tinham tanto carisma e presença de tela quanto o comediante. 
Por fim, a série recebeu o Globo de Ouro por Melhor Série de Televisão de Comédia e Musical, reafirmando o que todos já sabiam: Brooklyn Nine Nine, veio para ficar. 
A trama se passa em uma delegacia de polícia no distrito de Brooklyn, Nova Iorque. O protagonista, Jake Peralta (Samberg), apesar de incrivelmente competente, é um belo fanfarrão que se recusa à seguir regras. Tudo muda quando um novo capitão é designado à delegacia e tem como uma de suas tarefas, fazer com que Jake ande na linha.
Todos os personagens são incríveis e muito bem explorados, não servindo somente como “escada” para o protagonista brilhar. Cada um tem sua história e sua complexidade. E é claro, todos são incrivelmente engraçados. 


02. Community

Às vezes acho que Community merece um post especial e tão bem elaborado como a série. Entretanto, enquanto não encontro o tempo que este seriado merece para escrever algo tão longo, resolvi inclui-lo na lista para falar de uma das comédias mais geniais da televisão.
O seriado é brilhantemente comandado pela mente do Dan Harmon, que nos agracia com milhares de referências que farão qualquer nerd de plantão, vibrar. Com episódios inusitados e um elenco incrível, o seriado é uma verdadeira experiência de imersão na cultura pop.
Em sua primeira temporada, o seriado acompanha Jeff (Joel McHale), que trabalhou a vida toda como advogado, mesmo sem possuir um diploma. Quando sua farsa é descoberta, ele é obrigado à contragosto a se matricular em uma faculdade comunitária, Greendale.
Diversão garantida para quem procura uma comédia inteligente na televisão.  

03. Parks & Recreation

No momento estou viciada em Parks & Recreation com todas as forças do meu ser! Achei a primeira temporada meio fraca, mas por um milagre do destino, a coisa só melhora a partir daí. Assisti as 4 primeiras temporadas no Netflix e já cheguei na sexta (está confirmada para a sétima, eba!). 
O seriado, tal como The Office, adotou o estilo mockumentary para retratar a vida de Leslie Knope (Amy Poehler), funcionária do governo do Departamento de Parques, da cidade de Pawnee, Indiana. Todos os personagens são incríveis e as piadas também. Se você está procurando uma comédia cuja protagonista é inteligente, independente e bem resolvida, sua busca terminou: Parks & Recreation é a melhor opção para você.


04. Arrested Development

Arrested Development já foi cancelada, mas isso não tira os méritos deste seriado que é simplesmente a melhor comédia de todos os tempos. A história de Michael Bluth (Jason Bateman) e sua família é tão inesquecível, que o Netflix resolveu atender o clamor dos fãs e reunir todo o elenco para uma quarta temporada inédita em seu serviço de streaming.
Tal como Community, acho que Arrested Development merece um post especial que se equipare de alguma forma aos momentos de alegria proporcionados. Até hoje quando me encontro sem nada para assistir, gosto de rever os episódios antigos, descobrir piadas novas e perceber a genialidade de um dos seriados mais injustiçados de todos os tempos. 

05. Trophy Wife

Apesar do nome infeliz, Trophy Wife foi uma grata surpresa (e como toda grata surpresa, está correndo o risco de ser cancelada). Lembro que assisti uns oito episódios em sequência e não consegui mais parar. Por mais que eu ache algo engraçado, é muito raro me ver gargalhando abertamente. Mas com a história de Kate (Malin Akerman), não teve outro jeito: é tudo digno de gargalhada mesmo.
Imaginem uma garota jovem e festeira que se apaixona por um cara mais velho e divorciado (duas vezes), com três filhos e acaba largando tudo para ficar com ele. Só que além de seu amor, ela precisa aprender a lidar com os filhos (destaque especial para o Albert Tsai que interpreta o Bert – MELHOR PERSONAGEM DO MUNDO) e com as ex-esposas de seu marido. É o tipo de comédia para reunir a família e assistir!

E vocês, quais comédias me recomendam? =D
Mia Fernandes

life actually #1 - um resumo dos meus dias


Olá, pessoal!

Como estive um bocado ausente nos últimos meses, percebi que muitas coisas aconteceram em minha vida (positivas e negativas) e infelizmente, não tive a chance de compartilhar esses momentos por aqui. 
Pensando nesses meus frequentes sumiços, resolvi que estava na hora de criar um "apanhado" dos melhores momentos e de coisas que quero compartilhar com vocês, queridos leitores. 

Por onde andei? Por todos os lugares! Confesso que minha vida noturna está bem mais animada do que qualquer atividade matutina. Estou trabalhando bastante na agência, o que consome muito do meu tempo e da minha energia. Entretanto, eu tento sempre deixar um espaço para a diversão noturna.

Conheci vários botecos legais (alô, Recanto da Augusta e Orange Point), comi em lugares bem legais (Paulista Burguer e seu hambúrguer sensacional de frango) e frequentei algumas baladas (com destaque especial para o Alberta #3, que está momentaneamente fechado, mas voltará em breve). 

Também comecei a frequentar a terapia e está me ajudando muito nesta nova fase. Estou tentando me encontrar e me tornar uma pessoa mais completa. Até então, acho que todo o progresso que fiz foi muito positivo. 

O que estou lendo? Terminei Louras Zumbis do Brian James e curti. Não é o tipo de livro que me marcou, mas foi uma leitura agradável e com um final que me deixou surpresa. No momento, estou devorando e amando, o Jogador Número 1 do Ernest Cline. Se você, tal como eu, tem um ladinho nerd que é aficionado por cultura pop, anos 80 e por jogos, pode ter certeza absoluta: este será o livro de sua vida.
Até agora é um forte candidato ao meu Top 5 de livros favoritos! Pretendo terminá-lo esta semana.

O que estou assistindo? Muita coisa, como sempre. Estou começando a sexta temporada de Parks & Recreation (e tô apaixonada demais por todos os personagens), assisti ao piloto de Um Drink no Inferno (amo o filme e acho que esta adaptação, dirigida pelo Robert Rodriguez, não está deixando nada a dever) e tô viciada na nova versão de Cosmos, com o Neil deGrasse Tyson

Na esfera cinematográfica, sentei durante a excruciante uma hora e quarenta e cinco minutos de Sharknado e sai na dúvida se aquele era o pior filme que já havia visto ou o filme mais genial de todos os tempos (tenho uma quedinha por coisas toscas e do lado B). Também assisti o filme da Veronica Mars e tudo que tenho a declarar é:

Spanning years and continents. Lives ruined, bloodshed. EPIC. 

O que estou ouvindo? Estou louca/pirada/viciada/completamente junkie no CD de estreia da Lea Michele (Louder). Minhas faixas favoritas são: Cannonball, On My Way, Empty Handed, If You Say So, A Thousand Needles e Burn With You. Pelo menos uma vez por dia, tenho que ouvir ao menos minhas músicas favoritas do Louder para garantir um bom dia! Só amor por essa baixinha! <3 

E para encerrar este post, queria compartilhar com vocês que larguei de ser preguiçosa e finalmente publiquei a fanpage do Conversas Imaginárias. Curtam lá que em breve, vou floodar a timelinda de vocês com vários posts! 
Mia Fernandes